Home > Asma

Asma e infecções respiratórias: cuidados a ter

É sabido que as infecções respiratórias podem agravar os sintomas de asma, mas nem todos os asmáticos fazem tudo o que está ao seu alcance para evitar serem contaminados.
Asma e infecções respiratórias: cuidados a ter

As infecções respiratórias são comuns, surgindo frequentemente durante as estações mais frias. Embora seja prudente que todas as pessoas adoptem medidas que lhes permitam reduzir o risco de contracção de uma infecção deste tipo, há um grupo da população que deve ter a máxima atenção relativamente a estas infecções: os asmáticos.

É sabido que as infecções respiratórias podem agravar os sintomas de asma, mas nem todos os asmáticos fazem tudo o que está ao seu alcance para evitar serem contaminados. São regras simples, algumas de senso comum, mas por vezes são esquecidas. Relembrá-las, adoptá-las e ensiná-las aos seus filhos (asmáticos ou não) é meio caminho andado para garantir que estas “pequenas” doenças não vão interferir com a asma.

Como prevenir:
  • Lave frequentemente as mãos com água morna e sabão. Esfregue bem a parte exterior e interior das mãos, entre os dedos, debaixo das unhas e não se esqueça dos pulsos.
  • Espirre ou tussa para um lenço ou para a parte superior dos braços (não para as mãos).
  • Informe-se com o seu médico acerca da possibilidade de tomar anualmente a vacina contra a gripe.
  • Trate a sinusite.
  • Mantenha o equipamento respiratório limpo e desinfectado (inalador, nebulizador, espirómetro…).
  • Deite os lenços de papel no lixo. Não os deixe espalhados. Não os reutilize.

Medidas especiais para as crianças:
  • Tente evitar que o seu filho mexa com as mãos na boca e nariz frequentemente.
  • Evite que ele frequente lugares densamente frequentados e mal ventilados.
  • Proteja-o das mudanças de temperatura (às vezes roupa a mais também é um problema).
  • Evite que ele contacte com pessoas doentes.
  • Lave e desinfecte os seus brinquedos com regularidade.
  • Tenha cuidado com os beijos, abraços e outras situações que impliquem grande proximidade entre outros adultos e outras crianças com os seus filhos. Tenha em mente que uma pessoa sem sintomas pode transmitir vírus e bactérias.

Como saber se está infectado:
  • Sente dificuldades em respirar, tem falta de ar e pieira.
  • Tosse e tem expectoração (amarela ou esverdeada).
  • Tem febre.
  • Sente-se debilitado.
  • Tem o nariz obstruído, dores de cabeça e/ou olhos inchados.
  • Sente-se mal (mal estar geral) e com dores nos músculos.

O que fazer:
  • Recorra ao médico sempre que suspeitar que tem uma infecção respiratória. Não espere pelo aparecimento de uma crise de asma.

Fontes:
http://www.webmd.com/asthma/guide/infections-and-asthma
http://www.educare.pt/educare/Opiniao.Artigo.aspx?contentid=41191935DD3D2BDAE04400144F16FAAE&channelid=41191935DD3D2BDAE04400144F16FAAE&schemaid=&opsel=2